Arquivo

Archive for dezembro \24\UTC 2010

Mensagem de final de ano: Feliz olhar novo!

O grande barato da vida é olhar para trás e sentir orgulho.

É viver cada momento e construir a felicidade aqui e agora.

Claro que a vida prega peças. O bolo não cresce, o pneu fura, chove demais…

Mas, pensa só:

Tem graça viver sem rir de gargalhar, pelo menos uma vez ao dia?

Tem sentido estragar o dia por causa de uma discussão na ida pro trabalho?

Eu quero viver bem… E você? 2010 foi um ano cheio.

Foi cheio de coisas boas, mas também de problemas e desilusões.

Normal… Às vezes, se espera demais.

A grana que não veio o amigo que decepcionou, o amor que acabou.

Normal… O ano de 2011 não vai ser diferente. Muda o século, o milênio muda, mas o homem é cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade que nem sempre é a que a gente deseja, mas, e aí? Fazer o quê? Acabar com o seu dia? Com seu bom humor? Com sua esperança?

O que eu desejo para todos nós é sabedoria. E que todos nós saibamos transformar tudo em uma boa experiência.

O nosso desejo não se realizou? Ótimo… Não estava na hora, não deveria ser a melhor coisa para esse momento.

Lembro-me sempre de uma frase que ouvi e adoro:

“Cuidado com seus desejos, eles podem se tornar realidade”.

Chorar de dor, de solidão, de tristeza, faz parte do ser humano… Mas, se a gente se entende e permite olhar o outro e o mundo com generosidade, as coisas ficam diferentes.

Desejo a todos esse olhar especial! 2011 pode ser um ano especial, se nosso olhar for diferente. Pode ser muito legal, se entendermos nossa fragilidade, nosso egoísmo e dermos a volta nisso.

Somos fracos, mas podemos melhorar.

Somos egoístas, mas podemos entender o outro.

2011 pode ser o bicho, o máximo, maravilhoso, lindo, especial!

Depende de mim… De você.

Pode ser… E que seja!

Juntando esta ideia com esta abaixo que foi escrita pelo nosso sábio poeta…

“Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial, industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui por diante vai ser diferente”.

São os sinceros votos de um Feliz Natal e um Ano 2011, repleto de esperança!

O texto acima eu recebi hoje por e-mail de um grande amigo. Achei o texto bárbaro, simples e direto, então fiz questão de postá-lo aqui também, contudo, me incomodou um pouco não saber qual o autor do texto. Pesquisando por ai vi atribuições a Arnaldo Jabor, Carlos Drummond de Andrade (moderninho e coloquial demais pra ele não acham?), etc. Como não consegui identificar com certeza qual o autor preferi deixar sem essa informação, porque assim acredito que o mais importante é a mensagem que o texto transmite independente de quem a tenha escrito.

Sendo assim reitero meus sinceros votos de um feliz natal, um ótimo 2011 para todos!

Categorias:Livre Tags:,

Um conto de natal: Nicholas was…

Vi esse vídeo no site da Heroi e achei o máximo, e aproveitando o ensejo eu não poderia deixar passar essa oportunidade de compartilhar esse vídeo com vocês.

A animação foi desensolvida pelo 39 Degrees North e trata de um poema de natal escrito pelo escritor inglês Neil Gaiman.

Sem dúvida uma visão pouco usual do sr. Noel, mas eu gostei assim… até porque seria estranho esperar algo diferente, afinal é Neil Gaiman.

Fiquei com preguiça fazer a legenda e colocar no vídeo, então estou reproduzindo o texto traduzido tal qual consta no site da Heroi.

Nicholas era…

Mais velho que o pecado, e sua barba não podia ser mais branca. Ele queria morrer.

Os pequenos nativos das cavernas do Ártico não falavam sua língua, mas conversavam na sua própria linguagem estranha, conduziam rituais incompreensíveis, quando não estavam trabalhando nas suas fábricas.

Uma vez por ano eles o forçavam, entre soluços e protestos, na Noite Interminável. Durante a jornada, ele deveria ir até cada criança do mundo e deixar um dos presentes invisíveis dos anões ao lado de suas camas. As crianças dormiam, congeladas no tempo.

Ele invejava Prometeu e Loki, Sísifo e Judas. Sua punição era mais dura.

Ho.

Ho.

Ho.

É isso ai galera, Feliz Natal pra todos! Ho, Ho, Ho…

Categorias:Livre Tags:,

Projeto 101 coisas em 1001 dias – Lista cancelada

Infelizmente é exatamente como diz o título deste post, estou cancelando (muito a contragosto, confesso) minha lista do projeto 101 coisas em 1001 dias.

O principal motivo que me levou abandonar o projeto foi que tive contratempos que não fui capaz de mensurar (e administrar) e que tiveram um reflexo muito negativo no andamento do projeto. Praticamente, em 2010, não dediquei atenção alguma à minha lista, até porque uma coisa sempre acaba puxando outra e na minha lista de prioridades “a lista” sempre ficava no final. Além disso, percebi que mesmo tendo tomado vários cuidados na elaboração da minha lista, inclusive a revisei uma vez, percebi que havia vários itens que estavam me desagradando. Algumas tarefas que talvez tivessem alguma relevância no momento da elaboração da lista, hoje (e já há algum tempo) estão completamente fora de contexto, quer dizer, eu não me identifico mais com alguns itens.

Pensei muito sobre a continuidade ou o cancelamento da lista, montei até um sprint que eu teria que fazer para ficar dentro do prazo, mas no final das contas cheguei a conclusão que seria melhor parar por aqui. Acho que só não abandonei antes porque eu tenho um orgulho besta de nunca abandonar algo que começo. Continuar não passaria de um mero capricho, afinal de contas eu tinha certeza que conseguiria levar até o fim logo na minha primeira tentativa, por fim não deu.

Em todo caso não pretendo abandonar literalmente o projeto, agora preciso me reorganizar, refazer minha lista tirando as tarefas que já cumpri e as tarefas que estão fora de contexto e redimensionar outras tantas, aplicando critérios de aceitação mensuráveis e não tão subjetivos.

Por enquanto é só, espero retomar em breve, contudo, ficará para o ano que vem já que 2010 já foi.

 

PS: Essa é uma decisão que já deveria ter sido tomada a meses atras, mudei de ideia algumas vezes, mas decidi não protelar mais e encerrar o projeto por aqui mesmo e sem arrependimentos.