Arquivo

Archive for fevereiro \24\UTC 2010

É HOJE! VAI CORINTHIANS!

Hoje, as 9:45 o Corinthians estreia, no ano de seu centenário, a Copa Libertadores contra o Racing do Uruguai.

Falando bem a verdade não há nada demais nisso, é só mais um jogo como tantos que o Timão terá nesse ano, mas como bom Corinthiano que sou posso dizer que eu, bem como toda a nação Corinthiana estamos BABANDO E ANSIOSOS POR ESSE JOGO!!! Esperamos que o Corinthians vença e convença.

Não quero escrever mais nada sobre esse assunto, por isso vou colocar aqui a reportagem que foi ao ar no último Esporte Espetacular que resume bem o nosso desejo por esse título.

VAI CORINTHIANS!!!

Anúncios

Dom Casmurro – A fascinante narrativa de Machado de Assis

Esse sem dúvida é um dos meus romances preferidos e a cada releitura eu fico mais apaixonado pela narrativa machadiana repleta de ironia, jocosidade e porque não dizer também de suas doses de sarcasmo (qualquer semelhança não é mera coincidência). Como qualquer outro livro o que também me atrai e muito é a densidade das personagens e aqui elas são muito ricas, tendo inclusive uma das personagens mais enigmáticas da literatura brasileira, sendo essa também uma das mais estudadas (isso se não for a mais estudada); Capitu com seus olhos de cigana oblíquos e dissimulados.

Como terminei a pouco a minha releitura desse clássico pensei até em fazer uma resenha, mas o que eu poderia escrever que já não foi escrito de forma muito melhor do que eu poderia fazer? Deixa que eu mesmo respondo: Muito pouco!

Confesso que até pensei em escrever alguma coisa, mas depois que eu li uma antiga resenha escrita por Ferreira Gullar sobre a importância de Dom Casmurro eu achei mais adequado replicar seu texto nesse blog (que carece de atualizações, eu confesso). Seu texto sobre Dom Casmurro é sucinto e de uma sensibilidade que vai ao cerne das questões em voga nesse que é um dos maiores clássicos não só da literatura brasileira como também mundial.

Deixo a seguir então o texto de Ferreira Gullar, quanto as minhas impressões, ficam para uma próxima vez, assim ao invés de tratar do livro como um todo posso me dedicar mais a algumas personagens que tanto gosto como a encantadora mulher de olhos de ressaca.

Leia mais…

João Carlos Martins – A música como instrumento de superação

De todos os post que eu pensei em escrever e acabei não escrevendo quando deveria esse é um dos que mais me arrependo. Mas aproveitando o ensejo deixo para escrever algumas poucas palavras dessa pessoa que é um modelo de superação e exemplo pra tantas pessoas o maestro João Carlos Martins.

Usei a palavra “ensejo” porque na última segunda-feira, dia 22 de fevereiro de 2010, foi ao ar no programa Roda Vida da TV Cultura uma entrevista inédita com o Maestro.

Pra quem não conhece sua história João Carlos Martins foi um dos mais conceituados pianistas do mundo sendo considerado o melhor interprete das obras de Bach e aos 20 anos já havia tocado no Carnegie Hall. Ainda jovem perdeu os movimento de sua mão direita, devido a um acidente, e após vários tratamentos pode recuperá-los, mas por infelicidade foi acometido de LER que o impedia de tocar. Anos mais tarde, mesmo com certa restrição nos movimentos das mãos, voltou a tocar e a se apresentar nos grandes palcos mundo afora, porém, um novo revés faria o brilhante pianista interromper mais uma vez a sua carreira. Após a realização de um concerto na Bulgária, em Sófia, sofreu um assalto, um golpe em sua cabeça o fez perder parte dos movimentos de suas mãos, em especial a esquerda. Longos anos foram investidos em tratamentos e com o tempo João Carlos desenvolveu uma técnica que lhe permita tocar com os dedos que ele ainda conseguia mover em cada mão. Contudo, com o passar dos anos, ia perdendo pouco a pouco os movimentos das mãos e em 2003, após abandonar o piano, resolveu estudar regência e se tornou maestro e pode reger algumas das principais orquestras do mundo.

Atualmente o maestro João Carlos Martins dedica seu tempo a projetos de inclusão social através da música clássica fazendo incursões com a música popular e sendo o principal responsável pela criação da Orquestra Bachiana Jovem. João Carlos Martins é reconhecido internacionalmente pelo seu talento e trabalho como pianista, maestro bem como pela sua história de vida.

Para quem não viu a entrevista no Roda Viva da TV Cultura é possível assistir aos melhores momentos da entrevista através do link a seguir: http://www.tvcultura.com.br/rodaviva/programa/1192.

Para aqueles que não se sentiram estimulados a assistir ao programa (graças ao meu texto ruim) deixo aqui o vídeo de abertura do programa com a devida apresentação do entrevistado.

Obs: Essa entrevista será reprisada domingo, dia 28/02/2010, a meia-noite.