Início > Cultura e entretenimento, Literatura > Redes sociais para fãs de literatura

Redes sociais para fãs de literatura

Conheci não faz muito tempo (pelo Twitter) duas ótimas redes sociais voltadas para o público literário o Trocando Livros e o Skoob. Fiquei um pouco fascinado por isso e acabei pesquisando um pouquinho e descobri que existe outra rede que foi lançada durante a Flip desse ano chamada O Livreiro. Como me tornei usuário das duas primeiras, e também por já estar um pouco de saco cheio dessas redes sociais como Orkut, Facebook e seus subprodutos, eu resolvi escrever um pouquinho sobre elas aqui, mostrar um pouco como funciona, propósito e principalmente, mostrar que é uma boa ideia que foge da trivialidade das redes sociais tradicionais. Abaixo segue uma breve descrição de cada uma dessas três redes:

Trocando Livros

O nome dessa rede já diz tudo, o Trocando Livros é uma rede social com o intuito de promover a troca de livros entre seus usuários facilitando o acesso a livros diversos que por vezes temos dificuldade de encontrarmos e nos dando uma mão pra desencostarmos aqueles livros das estantes. O portal foi criado em 2008 e atua como um grande intermediário na troca de livros, ou seja, aqui a proposta não é fazer “amiguinhos”, mas sim te ajudar a conseguir o livro que você procura a custa de algum livro que alguém esteja procurando. Pra quem pensa que isso pode não ser seguro ou complicado enganasse, conheci algumas pessoas que já fizeram várias trocas e o site permite que você rastreie todo o tramite do seu livro sem nenhum contato com a outra pessoa. O cadastro do livro é simples e o site apresenta uma interface de busca muito amigável. O portal conta com mais de 26 mil usuários e milhares de livros a disposição.

Skoob

Comecei a usar o Skoob a pouquíssimo tempo, mas já estou ficando viciado nele. É uma rede social que permite que você catalogue todos os livros que você já leu, quer ler, que está lendo, que releu, que abandonou, etc. O Skoob tem um modelo mais próximo às redes tradicionais, pois é possível adicionar seus “amigos” (como no Orkut) ou seguir alguém que você ache interessante (como no Twitter), porém, o objetivo dele é a troca de informação e opiniões sobre os livros lidos ou desejados como também procura promover a troca de livros entre os usuários (só que sem a responsabilidade sobre os empréstimos). O Skoob é muito ágil e intuitivo, é muito fácil adicionar um livro no cadastro do site, é possível escrever suas próprias resenhas e compartilha-las com a rede, além de poder comentar as resenhas dos outros. O Skoob mantém um histórico sobre o que você está lendo, medindo sua progressão na leitura e é bacana porque ele mede o nível de compatibilidade (literária, por assim dizer) entre os usuários. O Skoob é um fenômeno nacional porque cresce exponencialmente, de acordo com o criador do site em apenas dois dias um cadastro de nenhum livro pulou para 300 e que até o começo do mês já contava com 44 mil livros cadastrados. Esse crescimento se dá principalmente pelo fato da rede se comunicar com outras redes existentes como blogs, Facebook, Flickr e principalmente o Twitter que é a ferramenta mais dinâmica disponível na atualidade.

O Livreiro

Esse eu confesso que não conheço muito, li um pouco a respeito dele, mas ainda não fiz meu cadastro no site. Aparentemente ele apresenta as mesmas funcionalidades e proposta do Skoob, porém, complementado com as ideias de comunidades que conhecemos bem do Orkut, o que ajuda a promover debates e discussões sobre os livros. O Livreiro além de livros conta também com um acervo de artigos e matérias de revistas e isso é muito legal porque da uma amplitude maior a palavra Literatura. O site tem um visual incrível e só isso já ajuda a cativar o usuário, o ponto negativo do site fica apenas para o fato que ele não permite que você faça o cadastro de um livro que não conste no acerto, no entanto, ele possui um registro de 2 milhões de livros em sua base de dados.

Na minha opinião o grande barato disso tudo é que essas redes sociais ajudam a desmistificar a ideia de que os jovens (principal alvo desses projetos) não se interessam pela leitura, embora eu tenha que admitir que ainda somos um país que lê pouco. Eu vejo com muito otimismo essas iniciativas e para aqueles que gostam de ler ou falar de literatura (ou os dois) fica aqui a minha sugestão, participe.


PS: Quem quiser me adicionar no Skoob basta procurar pelo meu nome ou vá direto ao link do meu perfil: http://www.skoob.com.br/perfil/icekilmer

Anúncios
  1. Aline
    26/11/2009 às 16:20

    legal seu blog!!! Linetkd do Skoob

  2. Aline
    01/12/2009 às 22:17

    “”30 Dias de Noite””: Olha depois desses comentários eu até me sinto um pouco mais seguro pra arriscar a locação. Não cheguei a ler o quadrinho e quando vi que saiu uma adaptação pro cinema a minha primeira reação foi torcer o nariz. Sabe como é né, Vampiros, quadrinhos, coisas de adolescentes, bullet time, aquelas manias bestas do cinema moderno em querer estragar tudo? Então, era isso que eu tinha em mente rs…
    Agora fiquei no mínimo com vontade de me arriscar. 😉

    Resposta: Legal que vc ficou curioso para assistir. “30 dias de noite” veio antes da modinha twilight. E o Escritor é bem conceituado no mundo das HQ’s de terror.

    Abraços, volte sempre!

  3. 27/12/2009 às 21:41

    Cara, gostei desse post. Até então só tava no skoob, porem agora ja to me cadastrando, rrs. Quem sabe troco alguns livros.

    Abraço Fabião

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: