Início > Desabafo > A importância de tirar o pé…

A importância de tirar o pé…

Com a correria da nossa vida moderna o tempo acabou por se tornar o recurso mais escasso que temos, seja no pessoal como no profissional. Trabalhamos e vivemos debaixo de um chicote, na maioria das vezes autoimposto, de prazos, resultados, compromissos e que em alguns momentos nos desesperamos e acreditamos que se formos mais rápidos, se formos mais exigentes, se dermos 120% do nosso empenho o tempo todo conseguiremos fazer tudo. E eis que acontece exatamente o contrário, acabamos não conseguindo fazer é nada.

Parece meio óbvio pra alguns dizer uma coisa dessas, até pra mim também parece, mas eu acredito que a maioria dos erros que cometemos às vezes é por pura burrice mesmo, porque a gente sabe o que é o certo, mas às vezes insistimos em fazer o errado e há alguns dias eu me vi novamente reaprendendo essa velha lição. Não vou entrar em detalhes porque assim acredito que fica mais fácil pra qualquer um projetar esse exemplo em suas próprias experiências, mas o que aconteceu foi o seguinte. Não sei se por ter traçado um objetivo muito difícil a ser alcançado e ver o tempo se esgotar eu (que já vinha trabalhando no limite) achei por bem tentar puxar um pouco mais o meu ritmo dando bem mais do que eu seria capaz de suportar, o resultado foi simples, não consegui trabalhar no ritmo que eu me propus e ainda pior passei a não render o que eu já estava rendendo e acabei me desgastando muito mais pra produzir muito, mas muito menos. Resultado perdi o dia que eu quis fazer além da conta e o dia seguinte que eu tive que tentar me recuperar já estando desgastado por conta do dia anterior.

Acredito que todos nós já tivemos dias assim, mas às vezes temos que passar novamente por situações como essa pra não nos esquecermos da importância das velhas lições. O irônico nessa situação é que eu lembro que alguns anos atrás, vendo uma grande amiga minha tão afobada com seu trabalho, seus compromissos, resultados e prazos, eu acabai (depois de muitas conversas) resolvendo fazer um agrado pra ela e dei aquele livrinho A essencial arte de parar. Não sei se o livro é bom, mas a mensagem era clara, e de repente eu, tantos anos depois me vejo numa situação similar a dela. É mais ou menos como diziam nossos pais… “língua fala língua paga“.

Como é dito naquela historinha bem conhecida do pessoal da qualidade “às vezes é importante parar de trabalhar para poder afiar as facas”. Então se de repente você estiver indo rápido demais e não estiver sendo capaz de ver os resultados na forma como espera, faça essa experiência, experimente tirar o pé, ir mais devagar, parar se for o caso, e analise e avalie seus processos e se pra que você possa continuar você perceba que é necessário parar não tenha dúvida, simplesmente pare.

Anúncios
Categorias:Desabafo Tags:, ,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: