Início > Filmes > Filme: O escafandro e a borboleta

Filme: O escafandro e a borboleta

borboleta Sinopse:

Jean-Dominique Bauby (Mathieu Amalric) tem 43 anos, é editor da revista Elle e um apaixonado pela vida. Mas, subitamente, tem um derrame cerebral. Vinte dias depois, ele acorda. Ainda está lúcido, mas sofre de uma rara paralisia: o único movimento que lhe resta no corpo é o do olho esquerdo. Bauby se recusa a aceitar seu destino. Aprende a se comunicar piscando letras do alfabeto, e forma palavras, frases e até parágrafos. Cria um mundo próprio, contando com aquilo que não se paralisou: sua imaginação e sua memória.

Opinião:

Desde o início o filme tenta colocar quem o assiste na ótica de Jean-Do, compartilhando seus sentimentos e pensamentos, a medida que aos poucos a câmera começa a sair do personagem e coloca o filme em terceira pessoa, deixando apenas para o final o momento do acidente após termos nos afeiçoado ao já debilitado personagem.

O grande mérito desse filme está na forma como a história do personagem principal é contada porque comumente esses filmes tendem a cair em clichês de autopiedade e isso não acontece com O escafandro e a borboleta. A história como um todo é retratada de forma muito humana e tem uma proposta de ir muito além da simples superação que a meu ver não era o foco do filme. O filme acaba se tornando um exercício de reflexão, não para a vida de Jean-Do, mas sim sobre a nossa própria vida. O filme é narrado de forma muito poética misturando memórias, pensamentos e devaneios com a situação rara do protagonista, mas é também um filme bem denso e um pouco difícil não sendo para todas as pessoas e para qualquer momento.

Avaliação:S4

Anúncios
  1. Nardão
    27/07/2009 às 08:36

    Muito bom. Preciso ver este filme.
    E belo posts cinemaográficos.
    Uma pergunta: O filme é baseado em história verídica ?

    Abraço !

    • icekilmer
      27/07/2009 às 12:11

      É sim cara, parece absurdo, mas é história é uma história real. O cara mesmo conseguindo mover só o olhos esquerdo ainda conseguiu escrever um livros com suas memórias e esse livro foi que inspirou esse filme.
      Valeu pela visita.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: